Imprimir

Moradores enfrentam filas para agendar consulta na Unidade de Saúde Dr. José Carlos de Araújo e têm de esperar pelo menos uma semana para serem atendidos

Usuários da Unidade de Saúde recorrem aos bancos para esperar durante horas pelo agendamento - Foto: Karin Del Nóbile

 

 Moradores do bairro Cará-Cará e região reclamam do número limitado de vagas e da demora no atendimento na Unidade de Saúde Doutor José Carlos de Araújo. Para conseguir o pré-atendimento, os pacientes aguardam, em média, por aproximadamente quatro horas na filas. A queixa também se estende ao tamanho das filas que chegam a ultrapassar o limite dos portões da Unidade de Saúde. E, não bastasse a demora para marcar uma consulta, os atendimentos acontecem com pelo menos uma semana após o agendamento.

 

 

Em funcionamento há mais de seis meses, a Unidade de Saúde Doutor José Carlos de Araújo foi reinstalada depois de dois anos com as obras paradas, para atender os moradores dos bairros Cará-Cará, Santa Bárbara, Industrial, Colônia Witmarsum e áreas rurais das redondezas, que precisavam se deslocar a vilas distantes para uma consulta.

 

    A moradora do Cará-Cará, Almira Helena Martins, precisa do postinho devido à deficiência visual do pai e da condição especial da irmã. Ela confirma a demora no atendimento tendo já esperado, para o agendamento de consulta, das sete horas da manhã até às 11 horas. Quando finalmente conseguiu ser atendida, a consulta só poderia ser realizada na semana seguinte.

 

    “Passaram quatro pessoas na frente da minha irmã, que é especial”, diz. Os atendimentos começam, apenas, a partir das dez horas da manhã das segundas-feiras e vão até às 11 horas; as vagas são limitadas.

 

    A presidente da Associação de Moradores do Cará-Cará, Eliziane Ferreira Magalhães, conta que o atendimento tem sido regularizado, mas que para a demanda, as vagas ainda são poucas. “Tem dias que só abrem 10 vagas de atendimento. Tem dia que são 15, mas isso não é suficiente para atender todo mundo”, conta.

 

    Além da demora, os moradores reclamam do atendimento superficial realizado na unidade. “É complicado porque além da gente esperar todo esse tempo para agendar e somente depois uma semana ser atendido, ainda tem que enfrentar o mau humor dos médicos que mal dizem o que você tem”, avalia Rosana Almeida.

 

    Em recente matéria do Portal Comunitário, foi mostrada a situação precária no atendimento do postinho. Não é de hoje que o moradores enfrentam problemas com a Unidade de Saúde. O posto foi reinaugurado há seis meses após funcionar por dois anos na Casa do Idoso. A transferência se deu em função de obras realizadas na sede para adequá-la para o atendimento dos moradores dos bairros Cará-Cará e região.

 

As melhorias trazidas pela reforma visou expandir o atendimento para moradores dos bairros Santa Bárbara, Industrial, Colônia Witmarsum e áreas rurais da redondeza.

O objetivo era evitar o deslocamento para vilas distantes para consulta. No entanto, as obras permaneceram paralisadas pelo período de dois anos e o retorno para a sede própria se deu apenas em junho do ano passado.

 

Arquivo Comunitário:

16/02/2016 - Moradores reclamam da demora no atendimento do posto de saúde do Cará-Cará

 

Categoria: Cará-Cará
Acessos: 1171