Imprimir

Com três vilas, o bairro possui apenas uma academia popular instalada neste ano

A associação de moradores do Cará Cará utiliza o espaço do Centro de Idosos do bairro para a realização de suas atividades

Sem espaços para recreação como praças e parques, os moradores do bairro Cará-Cará deixam de ter seu direito ao lazer garantido.  Uma alternativa são as aulas oferecidas pela Associação de Moradores, que não possui sede própria. As aulas de zumba para mulheres, o projeto “Brincando de Balé” para crianças e o Clube de Mães são ofertados no Centro de Idosos, que cedeu o local para as atividades.

O bairro Cará-Cará engloba as vilas Jardim Alfredo, Santa Bárbara, que possui uma academia popular instalada neste ano, e a Vila dos Ferroviários, mais conhecida como Cará-Cará. Vários moradores desse entorno relatam a inexistência de locais para recreação.

Entre as críticas está que apesar de a vila Santa Bárbara ter uma academia popular, ela é distante das residências daquela região. Algumas adolescentes participam de um projeto de futebol oferecido por uma empresa localizada próximo ao bairro. Elas relatam sobre a ausência de um local para sair, como parques, por exemplo, e o único campo existente, também fica longe do bairro.

A academia popular e o parquinho para as crianças que existiam no Cará-Cará deram espaço para a construção da nova sede da Escola Estadual Francisco Pires Machado. Conforme noticiado pelo Portal Comunitário, em julho, a obra está abandonada desde que os donos da empresa Valor Construtora, responsável pelo serviço, foram presos por desvio de dinheiro público.

De acordo com a presidente da Associação de Moradores do Cará-Cará, Eliziane Magalhães, os equipamentos para a construção da academia popular do bairro foram extraviados, quando eles permaneceram armazenadas em um barracão.

No lugar do parquinho para as crianças está a obra  abandona da Escola Estadual que deveria estar finalizada há dois anosNo lugar que havia o parquinho para as crianças está a obra abandona da Escola Estadual Francisco Pires Machado que deveria estar finalizada há dois anos


Com a carência de lazer e sem espaço físico para sede própria, a presidente relata que um espaço foi oferecido para a Associação de Moradores, mas eles teriam que fazer a reforma do local.

Eliziane também comenta que, com exceção dos kits para o Clube de Mães, não há apoio da Prefeitura de Ponta Grossa.

As atividades ofertadas pela associação de moradores acontecem toda terça-feira, às 13h com o Clube de Mães. Quinzenalmente na sexta-feira, são oferecidas aulas de balé, sem nenhuma cobrança. Na terça e na quinta, às 19h, a associação oferece aulas de zumba, com uma taxa de R$15 reais mensais, para pagamento da instrutora.


Prefeitura de Ponta Grossa e o lazer no município

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Ponta Grossa, o bairro do Cará-Cará possui duas estruturas de esporte e lazer. “Um campo de futebol suíço e uma academia ao ar livre, instalada há cerca de um mês”. Sobre a construção de novos espaços, a Prefeitura informou que, no próximo ano, deseja investir mais na instalação de campos de futebol society nos bairros e na revitalização de praças e parques.

Em relação aos projetos de lazer para a cidade, a assessoria informou que a Prefeitura de Ponta Grossa investiu nas estruturas de lazer e de esporte nos bairros com a revitalização de 30 praças e parques, em diversos bairros, e a instalação de 30 academias ao ar livre.

“Até o final do ano, o número de academias ao ar livre em Ponta Grossa chegará a 40. Nas regiões do Núcleo Santa Luzia, Parque Bonsucesso II, Conjunto Gralha Azul, Vila Baraúna e Jardim Panamá foram implantados campos de grama sintética dotados de alambrado e iluminação noturna”, descreveu a assessoria de imprensa.

A prefeitura também informou sobre a construção de campos de futebol. “Mais 12 campos estão sendo construídos por meio do Projeto Escola da Bola, onde as crianças têm a oportunidade de treinamentos gratuitos orientados por um profissional de Educação Física”.

Sobre a apoio que a Prefeitura oferece às associações de moradores, a assessoria informou que elas são entidades independentes. “Sua atuação depende muito da administração da diretoria eleita”.

O governo municipal informou que, nesta gestão, foi criada a Assessoria de Assuntos Comunitários. “É um setor da administração responsável por dar apoio às associações no que se refere à documentação para se organizarem juridicamente”. Segundo a assessoria, a proposta desse setor é viabilizar o diálogo entre as associações e a administração.

Arquivo Comunitário:  

08/07/2016 Com prisão do empreiteiro, obra de escola estadual do Cará Cará permanece parada

07/12/2016 Cará Cará demanda sede para associação de moradores

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Categoria: Cará-Cará
Acessos: 1072