A manifestação contra as reformas trabalhista e da previdência parou o centro de Ponta Grossa na manhã desta sexta-feira, dia 30. Após o ato público na Praça Barão de Guaraúna, uma passeata seguiu pela Avenida Vicente Machado até o Parque Ambiental, com a participação de cerca de 800 pessoas, segundo os organizadores.

O ato faz parte da mobilização realizada em todo o país contra a retirada de direitos atualmente garantidos pela Constituição e pela CLT. De acordo com a convocação assinada por nove centrais sindicais, Frente Povo Sem Medo, Frente Brasil Popular e entidades do Movimento Estudantil (Une e Ubes), são três os motivos do protesto:

  1.  "O governo Temer quer que você morra de trabalhar sem se aposentar"; 
  2. "A reforma trabalhista acaba com direitos históricos"; e
  3. "A terceirização precariza o trabalho".

Veja também
Protestos contra o governo Temer ocorrem em todo o Paraná
Mobilizações dessa sexta chegam a 100 localidades
Grupo Foca Foto faz a cobertura fotográfica da Greve Geral em Ponta Grossa, Paraná
Greve Geral leva trabalhadores às ruas

 

Salvar

Salvar