altPara Juliana Rosa, professora do grupo, as dobraduras são atividades importantes, pois “auxiliam no desenvolvimento da coordenação motora e na saúde mental das crianças”. As oficinas de origami acontecem duas vezes por semana, com turmas de aproximadamente dez alunos.

Mariana Guerra, terapeuta ocupacional, vê neste tipo de atividade uma forma eficaz de desenvolvimento na infância. “Dobraduras de papel trabalham tanto a precisão como o lazer despreocupado, necessário às crianças, ensina regras geométricas e, de quebra, têm um custo baixíssimo”, analisa.

Para esta e outras atividades, atualmente o Reviver conta com seis professores, entre voluntários e contratados. O programa foi possível graças à parceria do grupo com o projeto Roda Pião, da Prefeitura Municipal.

No momento, as aulas de origami estão sendo utilizadas para produzir a decoração de Natal do Reviver.