Na última segunda-feira, 17 de junho, entidades se reuniram para criação do Conselho Municipal de Economia Solidária. No evento também houve a eleição de 15 conselheiros. O Pré-Assentamento Emiliano Zapata esteve representado no evento e elegeu um conselheiro.

A reunião aconteceu no Pequeno Auditório do Campus Central da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Dos 15 conselheiros eleitos, cinco representam empreendimentos de economia solidária, cinco são de entidades de apoio e os outros cinco são representados por secretarias municipais.

As secretarias envolvidas são: Abastecimento, Assistência Social, Agricultura e Pecuária, Educação e Indústria Comércio e Qualificação Profissional.

Ponta Grossa é a segunda cidade do Paraná a criar este conselho, a outra é São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Através do conselho, o município poderá enviar projetos para receber verbas do governo federal.

A Cooperativa Camponesa de Produção Agroecológica e da Economia Solidária (COOPERAS), do Emiliano Zapata, passou a integrar o conselho na categoria de empreendimentos.

O morador do Emiliano Zapata Célio Rodrigues foi eleito conselheiro pela COOPERAS, e Gisela Silveiras foi eleita suplente. Segundo Célio, esta representação é fundamental para o crescimento e desenvolvimento do Pré-Assentamento.

“O conselho vai facilitar o nosso acesso a crédito. Com isso, poderemos melhorar a nossa produção e comercialização”, afirma.

A economia solidária é uma alternativa de geração de trabalho e renda através da produção, compra, venda e troca de produtos. Compreende uma diversidade de práticas econômicas e sociais organizadas sob a forma de cooperativas, associações e clubes de troca, por exemplo.

Tereza Lopes, eleita pelo Instituto Urbi, explica que uma das funções do Instituto é apoiar e dar formação a membros de diferentes conselhos. "A nossa participação neste novo conselho contribuirá neste sentido", afirma.

Arquivo comunitário:

 11/06/2013 - Pré-Assentamento recebe prefeito e secretários para reunião