alt A antiga capela mortuária do 31 de Março, que estava desativada há cerca de 4 anos, foi demolida e dá espaço para uma nova. A obra, que começou há duas semanas, não tem data para término, devendo ser entregue em aproximadamente 4 meses.

 

 A nova capela mortuária do 31 de Março já está em construção. A antiga capela do bairro, que se encontrava desativada há cerca de 4 anos por problemas na estrutura, foi demolida e cede espaço para a nova.

Segundo o presidente da Associação de Moradores, Onadir Batista da Cruz, a construção de uma nova capela para o bairro era um dos maiores reclames da população. ‘’Há muito tempo a comunidade pede um novo local para realizar os velórios’’, afirma.
 
Gilseli Jatriel Weiber, morador do bairro há 17 anos, acredita, entretanto, que a obra é desnecessária. ‘’ Não vou negar que a construção é positiva, mas é desnecessária. Existem as capelas do centro para isso. O dinheiro que está sendo gasto aqui poderia ser usado para oferecer outras melhorias para a comunidade’’, afirma Weiber.
 
O presidente da associação defende a benfeitoria, dizendo que devido à distância do bairro ao centro da cidade, onde se localizam as outras capelas mortuárias, fica complicada a locomoção da comunidade, principalmente dos idosos, que têm mais dificuldades.
 
A obra, que teve início há duas semanas, não tem data prevista para o término. O chefe da obra, Carlos Van Beik, acredita que, em quatro meses, a população do 31 de Março já poderá utilizar a capela.

O novo local terá melhor infra-estrutura que o antigo, contará agora com capacidade para realizar dois velórios ao mesmo tempo, enquanto a antiga capela comportava apenas