Imprimir
Voluntários: André é estudante do ensino médio e Sônia é artista plástica

 

Com dificuldades financeiras para se manter, a rádio comunitária Princesa FM conta diariamente com noticiários distribuídos ao longo das 14 horas e meia de programação musical. Com caráter comunitário, possui um Conselho formado por representantes de entidades do bairro, como Associações de Moradores, que discutem o que vai ao ar toda semana. A rádio funciona ao lado da Igreja São Sebastião, no bairro Nova Rússia, desde 2007, após nove anos de pedidos de concessão.

A região da Nova Rússia conta, há três anos, com a rádio comunitária Princesa FM, produzida por cerca de dez pessoas em trabalho voluntário. O pontapé inicial partiu do padre Mario Dwulatka, de Tibagi, que conseguiu junto ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) uma rádio comunitária, trazendo a ideia de produzir um programa semelhante para a comunidade de Ponta Grossa.

A concessão para a rádio foi requisitada em 1998, e a autorização veio quase dez anos depois, em 2007. Seu funcionamento conta com algumas dificuldades como a arrecadação de fundos para manter a estação FM no ar, pois os apoios culturais são restritos se comparados às rádios comerciais.

É através desses apoios que a rádio se mantém, custeando gastos como contas de energia elétrica e aluguel. Mas, por vezes, membros da diretoria da rádio bancaram alguns custos por conta própria.


Uma rádio comunitária possui um transmissor de até 25 watts, de acordo com o que é permitido pela lei. Assim, a programação da Princesa FM pode ser ouvida apenas nos bairros Nova Rússia, Santa Paula, Oficinas, Bom Sucesso, Ronda, Sabará e alguns pontos do centro.

Porém, via internet, é possível ter acesso em qualquer ponto do Brasil e do mundo aos programas e músicas transmitidos.alt


“A rádio conta com noticiários, blocos informativos, música sertaneja e gaúcha pela manhã, pop rock durante a tarde e rock mais pesado durante a noite”, explica o produtor e programador da rádio, Marcos Freitas.

Quadros são distribuídos ao longo da programação, que vai das 8:30 às 22 horas, com informações sobre esportes, saúde e blocos educacionais.

“Atualmente, é transmitida uma campanha contra o crack, que conta com programações que vieram da Polícia Federal e Câmara dos Deputados”, conta Luis Carlos Dzulinski, jornalista responsável pela rádio desde 2001.

Informações que chegam na rádio ao longo do dia são gravadas e transmitidas ao público, distribuídas ao longo da programação diária.

 

Há um Conselho Fiscal e um Conselho Comunitário, que são formados por algumas entidades – a Associação de Pais e Mestres do Colégio Sagrado Coração de Jesus, a Igreja São Sebastião, representantes do Parque Dom Pedro II e as Associações de Moradores da Vila Cristina, Palmeirinha e Bom Sucesso.

O Conselho Comunitário é responsável pela aprovação da programação e do relatório das atividades da rádio, produzido anualmente.

Outra função é a participação nas eleições para a formação da diretoria, que acontece a cada dois anos.

Apesar de o maior público ouvinte concentrar-se no bairro Nova Rússia, são poucos da região que enviam programações de eventos para anunciar na rádio. E uma das reclamações de membros da diretoria é a falta de participação de todos do Conselho Comunitário em reuniões organizacionais da programação.

Para acessar a rádio Princesa FM 87.9, o site é http://www.princesafmpg.com.br/index.html. Nele há espaço para a participação dos ouvintes através mensagens que podem ser enviadas online para a equipe de produção.

alt

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Categoria: Nova Rússia
Acessos: 3005