Nova Rússia encontra-se entre os 10 mais populosos bairros de Ponta Grossa, mas ainda sofre com a falta de representação. Para presidente da UAMPG, falta  interesse da comunidade em criar uma Associação de Moradores.

De acordo com o levantamento do IBGE (2010), Nova Rússia é o  9° bairro com a maior taxa de população de Ponta Grossa. O local conta com 19.824 moradores. Entretanto, a região ainda não conta com uma Associação de Moradores. De acordo com o  Presidente da União das Associações de Moradores de Ponta Grossa (UAMPG), Paulo Sérgio Santos, o bairro não teve até agora interesse em criar uma representação da comunidade. “Na verdade não focamos nele exclusivamente. Mas já foi proposto alguns convites. E não houve interesse”, conta.
Matéria publicada pelo Portal Comunitário em janeiro de 2012 (link) apontou que duas vilas da Nova Rússia, mantinham associações ativas: Jardim Maracanã e Palmeirinha. Já outras seis vilas estavam com associações desativadas. Em 2014, o cenário é exatamente o mesmo.
No caso da Vila Cristina, a Associação chegou a funcionar por algum tempo, mas depois de desativada até a sede foi derrubada. “ O imóvel da sede já não esta mais em pé, está danificado. O espaço começou a ser usado para outros fins, sem ser de uso coletivo. E o que sobrou foi pro chão” afirma o presidente da UAMPG.
Tânia Ribeiro moradora da Rua São Josafat há 38 anos reclama da ausência de associação e crê que falta de representação da comunidade deixa a Nova Rússia abandonada. “Todas as praças tem academia, aqui está fechada. Acabou a feira e tem falta de asfaltamento (sic). Teria que ter um grupo para pedir pra Prefeitura vir resolver” acredita,
O quadro de falta de associação também se reflete em outros bairros da cidade. “Alguns lugares são individualistas. Há falta da sociedade ser organizada e ter o interesse em criar essa integração”, afirma o presidente da UAMPG. Atualmente a cidade conta com  178 associações de moradores.