santoantonio1-17-10-11A erosão no solo, a terra e os cascalhos espalhados nas ruas prejudicam a população, que vê apenas uma solução: o asfaltamento desses locais. A Secretaria de Obras diz que, por causa do declive acentuado, é muito difícil fazer manutenção nessas ruas.

As ruas perpendiculares à principal do bairro – Rua Londrina –, além de não serem asfaltadas, encontram-se em meio a erosões. O declive dessas ruas também dificulta o acesso dos moradores.

O morador da rua São Jerônimo da Serra, Paulo Regailo, conta que é difícil para quem possui automóvel. “Não tem nem como descer carro, temos que deixar no vizinho ou na rua”, conta.

Em meio às dificuldades, alguns moradores tentam improvisar: “Nós mesmos colocamos cimento aqui na rua. Se não fosse isso seria insuportável passar por aqui”, conta a moradora da rua Cafeara, Geralda Vicente de Andrade.

Moradora há 25 anos, Geralda relata que o problema da falta de asfalto é antigo. “Custava por asfalto aqui? Sempre é a mesma ladainha, fica só no ‘vai fazer’ e não fazem”, diz.

O Secretário de Obras e Serviços Públicos da cidade, Celso Augusto Sant'Anna, esclarece que é muito difícil fazer manutenção nessas ruas, já que apresentam declives imensos.

Já na Rua Londrina, que está com o asfalto incompleto, Sant’Anna afirma que em breve a obra estará completa. “Será feito o capeamento da Rua Londrina, haja vista que a prioridade são as ruas com revestimento primário, portanto em breve estaremos concluindo”, completa.

Outra reivindicação apontada pelos moradores refere-se a uma passarela de madeira localizada na rua São Jerônimo da Serra. O morador Antônio Alves Neto afirma que esta já sofreu vários desmoronamentos.

“Até falaram que iam construir uma ponte. A ponte que tem aqui já caiu várias vezes, e é só vir uma chuva que ela volta a cair”.

O Secretário de Obras e Serviços Públicos aponta que o município está substituindo passarelas de pedestres de madeira por concreto armado, e que estas vão ser trocadas entre o final deste ano e 2012.

Veja também
28/06/2011 - Falta de manutenção das ruas do Santo Antonio prejudica moradores