Funcionários das universidades estaduais se reuniram com representantes do governo na última quarta-feira (14/03) para discutir o Plano de Carreiras, Cargos e Salários (PCCS).  Os manifestantes lutam pela revisão na carreira dos técnicos e docentes. Após a manifestação, foram decididos os prazos para uma resposta do governo: 20 de março para os professores e 24 de abril para os técnicos.

Segundo Emerson Barbosa, diretor de comunicação do  Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos Estaduais de Ensino Superior de Ponta Grossa (Sintespo), o governo cancelou as negociações no começo do ano. A Sintespo participou da manifestação em Curitiba, dia 14, e paralisou algumas atividades na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) , como a Biblioteca do Campus Central.