O Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos Estaduais de Ensino Superior de Ponta Grossa (Sintespo) se reuniu na segunda feira (02/07) com os funcionários da segurança da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) para debater sobre o processo nº 1180/2006, movido contra a instituição de ensino superior. A ação reivindica direito a duas folgas semanais aos agentes de segurança.

“A UEPG chamou os agentes e apresentou uma escala, semana passada, que não agradou os funcionários. Agora iremos falar com a universidade para entender o porquê do não cumprimento da sentença”, explica o presidente do Sintespo, Emerson Barbosa. Segundo ele, o processo está em segunda instância e a UEPG não definiu um posicionamento oficial.


Arquivo Comunitário: Sindicato mantém estado de alerta e espera proposta do Governo