Durante a assembleia realizada na sede do SIntespo, a categoria debateu sobre os impactos da PEC 241, PL 257 e da reforma trabalhista para a sociedade

A direção do Sindicato dos Técnicos e Professores da UEPG (Sintespo) promoveu assembleia nesta segunda-feira, dia 19 . O evento contou com a presença do economista Cid Cordeiro. Durante a assembleia, foi abordada a ameaça aos direitos trabalhistas caso sejam aprovados o Projeto de Lei 257, a Proposta de Emenda à Constituição 241 e a reforma trabalhista. 

 

A possibilidade de ataque aos direitos trabalhistas pelo Governo Federal seria, como esclareceu o presidente do Sintespo, Emerson José Barbosa, o que motivou a iniciativa de realizar o debate.

O PL 257 prevê a renegociação da dívida dos estados com a União, sendo assim uma ameaça ao serviço público, como destacado durante o debate. A PEC 241 trata-se de um projeto que pretende limitar os gastos públicos federais pelo período de 20 anos.

A presença do economista Cid Cordeiro teve o intuito de explicar as medidas propostas pelo Governo Federal e os impactos para a sociedade. Além disso, o economista abordou, no âmbito estadual, a data-base dos servidores públicos.

Emerson Barbosa lembrou também o fato de o governador Beto Richa (PSDB) alegar não ter dinheiro para cumprir a data-base dos servidores públicos estaduais do setor da educação. Para o presidente do Sintespo, essa não seria a realidade do Estado do Paraná.

A importância de trazer o tema para ser debatido com os servidores públicos está, de acordo com Emerson Barbosa, no impacto direto que essas medidas podem causar no cotidiano do trabalhador.

Tércio Dias, secretário educacional da APP – Sindicato de Ponta Grossa estava na assembleia como representante da entidade. Ele ressalta, que a PEC 241, PL 257 e reforma previdenciária não causam prejuízos apenas para a educação, mas para toda a classe trabalhadora.

O secretário educacional da APP destacou ainda que se trata de um momento de reflexão, mas também de se pensar ações. Seja através de uma paralisação nacional ou com toda a sociedade.

A assembleia foi realizada no Auditório do Trabalhador, na sede do Sintespo.

Arquivo Comunitário:

17/05/2016 - Um ano após o 29 de abril, UEPG resiste ao abandono e a corte de verbas

Salvar

Salvar

Salvar