sintespo1-27-10-11Servidores públicos de todo o estado lotaram as galerias da Assembleia Legislativa do Paraná nesta quarta, dia 26,  para reivindicar melhorias. A data foi escolhida pelo Fórum das Entidades Sindicais (FES) para marcar o dia do servidor público.

 



 
Na pauta da sessão estava agendado o pronunciamento de representantes dos servidores públicos. Apesar de a discussão estar na agenda de expediente normal da Assembleia Legislativa, apenas 15 deputados compareceram na sessão dessa quarta-feira.
 
Com a baixa presença de deputados, a sessão foi encerrada após 15 minutos do horário programado para iniciar. Em expediente normal, a frequência mínima para se iniciar a sessão é de 18, dos 54 deputados estaduais.
 
A falta dos deputados na Assembleia gerou revolta dos servidores públicos de todo o estado, que compareceram. “É decepcionante o descaso dos deputados na discussão de um tema tão importante para os trabalhadores e para o estado”, afirma a diretora do Sintespo Ana Joice Lopes da Silva.
 
A representante do Fórum das Entidades Sindicais do Paraná, a presidente da APP-Sindicato Marlei Fernandes lamentou a ausência dos deputados. Marlei faria o uso do grande expediente da sessão, mas com o falta de quórum não se pronunciou. A pauta dessa quarta-feira foi transferida para a sessão a ser realizada na próxima segunda-feira – dia 31 de outubro.
 
Outro ponto da pauta que não pode ser deliberado é uma reivindicação do movimento negro no Paraná. Estava agendada a votação de projeto de lei para que o dia 20 de novembro seja feriado no Paraná, como acontece em diversos outros estados. A data marca o Dia da Consciência Negra, em referência ao dia em que morreu o líder quilombola Zumbi dos Palmares.